Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Fale conosco via Whatsapp: +55 11 982533241
No comando: Programação Automática

Das 00:00 às 10:59

No comando: Coração Sertanejo

Das 11:00 às 12:59

No comando: Interligados

Das 12:00 às 13:59

No comando: Esquenta

Das 13:00 às 13:59

No comando: Som da Hora

Das 13:00 às 14:59

No comando: Top Hits

Das 15:00 às 15:59

No comando: Você Que Manda

Das 17:00 às 18:00

No comando: Você Que Manda (Especial)

Das 17:00 às 18:59

No comando: Music Plus

Das 19:00 às 20:59

Menu

40% dos municípios do país ainda não registram casos de doenças respiratórias ou Covid-19

Mesmo com todos os estados do Brasil apresentando confirmações de pessoas doentes e mortes por coronavírus, aproximadamente 40% dos municípios do país ainda não registram casos de doenças respiratórias ou Covid-19.

Esse é um número apresentado pelo secretário Nacional de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira, durante coletiva, no Palácio do Planalto, para atualizar a situação de casos no Brasil.

Para chegar a este número, foram avaliados os casos de Síndrome Respiratória Grave de acordo com o porte populacional para entender como a doença reage nos municípios, como afirmou o secretário Wanderson Oliveira.

“Nós fizemos os extratos, colocamos o número de municípios ali com o total de habitantes e fizemos esta proporção. A gente observa que cerca de 40% dos municípios brasileiros não têm registro de Síndrome Respiratória Grave e nem registro de Covid-19 em seu território”.

Outro esforço para compreender melhor a doença, está sendo feito pelo Ministério da Saúde em parceria com o Centro Epidemiológico da Universidade de Pelotas (UFPel), que iniciou uma investigação baseada no grau de imunização para mapear o avanço da pandemia no país, como explica o secretário Wanderson Oliveira.

“O importante, além da metodologia ser precisa é ter comparabilidade entre as diversas cidades. São 133 cidades que vão fazer parte desse projeto que é o Estudo de Prevalência Populacional no Brasil”.

Aproximadamente 33 mil pessoas, destes municípios, vão fazer parte do teste rápido que detecta a presença de anticorpos a partir de amostras de sangue. Esse trabalho deve ajudar a esclarecer questões sobre a forma como o vírus está agindo no Brasil.

Para mais informações sobre a Covid-19, acesse coronavirus.saude.gov.br.

Deixe seu comentário: